Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Destaque + - Imprimir

Imagem do Destaque

Semana Internacional da Tiroide

no dia 24 de Maio de 2018

De 21 a 27 de maio assinala-se a Semana Internacional da Tiroide

Especialistas alertam que a tiroide deve ser encarada como o painel de controlo do corpo

Sintomas como alterações de peso, temperatura irregular, palpitações cardíacas e cansaço excessivo, podem ser indicadores de distúrbios na tiroide, o painel de controlo do nosso corpo. Este é o mote da 10ª Semana Internacional da Tiroide, uma iniciativa da Federação Internacional da Tiroide que, em Portugal, é liderada pela Associação das Doenças da Tiroide (ADTI).

 

Este ano, a ADTI irá estar presente na Estação Ferroviária do Cais do Sodré, em Lisboa, entre as 09h00 e as 17h00 do dia 25 de maio – Dia Mundial da Tiroide, numa iniciativa de sensibilização onde será possível fazer rastreio ao hipotiroidismo e aprender mais sobre as principais doenças da tiroide. Esta iniciativa conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo, da Geração Saudável, da Merck e da Infraestruturas de Portugal.

 

Estima-se que um milhão de portugueses sofra de distúrbios da tiroide, embora ainda existam um grande desconhecimento das doenças associadas a esta glândula, bem como da forma como estas se manifestam. Falta de concentração, falta de motivação, dificuldades para engravidar ou obstipação podem ser originados pela tiroide mas facilmente confundidos com outras doenças.

 

Segundo Maria João Oliveira, membro do Grupo de Estudos da Tiroide da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo (SPEDM), “Estima-se que pelo menos 5% dos portugueses apresentem alguma forma de disfunção da tiroide, sendo as mulheres dez vezes mais afetadas. O seu rastreio não é ainda universal, contudo é recomendado nalgumas circunstâncias como na história familiar de doença tiroideia, na presença de doenças autoimunes ou certos síndromes (Down), na história de radiação da cabeça e pescoço, na mulher que pretende engravidar, entre outras.”

As doenças da tiroide mais conhecidas são o Hipertiroidismo e o Hipotiroidismo, com maior prevalência junto das mulheres.

 

“Embora as doenças da tiroide sejam muito comuns, mais de 30% dos portugueses desconhecem os seus sintomas. As campanhas de sensibilização, como é o exemplo da Semana Internacional da Tiroide, revestem-se de grande importância para que possamos esclarecer cada vez mais pessoas”, afirma Celeste Campinho, Presidente da ADTI.

 

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não