Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Tempo de Viver
Imagem da Noticia

Tempo de Viver

no dia 14 de Fevereiro de 2012
O Hospital de S. João, no Porto, inaugurou no Serviço de Gastrenterologia, o programa Tempo de Viver, um projeto criado com vista ao acompanhamento personalizado de doentes com hepatite C. A sessão de lançamento do projeto contou com a presença de Zé Pedro, guitarrista dos Xutos e Pontapés, que partilhou a sua experiência pessoal na luta contra esta patologia. Em Portugal estima-se que existam entre 100 e 150 mil portadores crónicos do vírus da hepatite C, 80% dos quais desenvolve hepatite crónica. A finalidade do programa Tempo de Viver, que resulta de uma parceria com a farmacêutica Roche, é informar o doente, disponibilizando informação clara, completa e oportuna, sob a orientação e patrocínio do médico, procurando minimizar o abandono prematuro da terapêutica. O doente e a família recebem assim apoio especializado e individualizado ao longo do tratamento, através de uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, onde a enfermagem desempenha um papel central. Na sessão de lançamento do programa, além de Zé Pedro, que incentivou os doentes a lutarem contra a hepatite C e cumprirem os tratamentos até ao fim, estiveram presentes vários elementos do Conselho de Administração do Hospital de S. João entre os quais o Presidente, Prof. Doutor António Lobo Ferreira e a Diretora Clínica, Dr. Margarida Fernandes Tavares, além do Prof. Doutor Guilherme Macedo, Diretor do Serviço de Gastrenterologia, da Enfermeira Diretora, Enf. Euridice Rodrigues Silva e da Dra. Branca Barata, Diretora de Unidade da Roche Farmacêutica, que teceram considerações sobre a importância deste tipo de iniciativas para melhorar o dia-a-dia destes doentes e familiares. Guilherme Macedo considera que este programa representa um passo importante na humanização e na proximidade dos serviços de saúde, fundamental para quem enfrenta uma doença como a Hepatite C, debilitante do ponto de vista físico e emocional. Por outro lado, o Tempo de Viver permite detetar rapidamente problemas relacionados com a evolução da doença ou com a adesão terapêutica e tomar as medidas necessárias à sua resolução, para que a eficácia do tratamento seja cada vez maior. O Programa Tempo de Viver enquadra-se na nossa política de responsabilidade social e materializa de forma clara a nossa visão: Os doentes estão no centro de tudo o que fazemos. Acreditamos que com esta iniciativa estamos a agregar valor aos hospitais, aos profissionais de saúde e sobretudo aos doentes e às suas famílias. Sublinha Branca Barata, Diretora de Unidade da Roche Farmacêutica. Zé Pedro considera, enquanto doente, que este tipo de programas são fundamentais porque as dúvidas e inseguranças de quem sofre desta doença são muitas e é muito importante saber que temos alguém sempre disponível para esclarecê-las. O incentivo à adesão à terapêutica também é crucial, porque a hepatite C exige que sejamos rigorosos com o nosso tratamento. Como viver com hepatite?, Como viajar, Como lidar com a gravidez, Falar aos outros da hepatite e Como vencer a depressão são alguns dos temas abordados pela equipa de profissionais de saúde que integram o Programa Tempo de Viver e que são suportados por um conjunto de materiais informativos especificamente produzidos no âmbito deste Projeto. Fonte:Guess What? [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não