Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Dia Mundial da Hipertensão celebra-se amanhã
Imagem da Noticia

Dia Mundial da Hipertensão celebra-se amanhã

no dia 16 de Maio de 2012
A hipertensão resistente ao tratamento é uma doença crónica especialmente perigosa devido à sua associação com um aumento do risco cardiovascular, incluindo AVC e enfarte, assim como insuficiência cardíaca e doenças renais, alerta Pedro de Araújo Gonçalves, cardiologista de intervenção do Hospital de Santa Cruz e Hospital da Luz, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Hipertensão, que se celebra a 17 de Maio. Em Portugal, quase metade da população tem hipertensão, sendo que em apenas 11 por cento destes a doença está controlada, de acordo com dados da Sociedade Portuguesa de Hipertensão. Ainda de acordo com o especialista, as investigações sugerem que uma percentagem importante dos indivíduos hipertensos são resistentes ao tratamento, isto é, tomam três ou mais medicamentos para a pressão arterial e continuam a apresentar valores não-controlados (acima de 140/90 mmHg). é também de salientar que estes pacientes têm o triplo de probabilidade de sofrer de doenças cardiovasculares, quando comparados com indivíduos com pressão arterial controlada, daí a importância do controlo e tratamento desta doença, um dos maiores desafios de Saúde Pública das sociedades ocidentais. Para o tratamento da hipertensão arterial resistente já existe em Portugal um procedimento inovador feito por cateterismo, a desnervação renal, que consiste na aplicação de energia de radiofrequência nos nervos que circundam as artérias renais, inactivando-os parcialmente, utilizando um cateter que é introduzido através de uma pequena punção na virilha do doente. No Hospital de Santa Cruz, pioneiro nesta técnica, foi criada uma consulta para avaliação de doentes com hipertensão arterial resistente, feita pelas médicas Patricia Branco e Augusta Gaspar, tendo sido já avaliados mais de 70 doentes com vista à realização deste procedimento. A hipertensão é a principal causa de morte atribuída no mundo. é um significativo problema de saúde à escala mundial que afecta aproximadamente 1200 milhões de pessoas. Em Portugal, estima-se que a hipertensão atinja cerca de 3 milhões de pessoas e calcula-se que um terço dos doentes hipertensos não estejam diagnosticados. Fonte:LPM Comunicações [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não