Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Ricardo Seabra Gomes fez a primeira angioplastia coronária em 1984
Imagem da Noticia

Ricardo Seabra Gomes fez a primeira angioplastia coronária em 1984

no dia 14 de Novembro de 2017

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) vai prestar homenagem ao médico Ricardo Seabra Gomes, responsável pela realização da primeira angioplastia coronária em Portugal, no próximo dia 17 de novembro, pelas 12 horas, no Centro de Conferências de Tróia.

“Este ano a cardiologia de intervenção está a assinalar, em todo o mundo, os 40 anos da primeira angioplastia coronária, realizada em 1977 pelo médico Andreas Gruentzig, em Zurique. Em Portugal, o médico pioneiro foi Ricardo Seabra Gomes que, em 1984, fez a primeira angioplastia, o que pode ser considerado como uma verdadeira revolução na medicina”, explica João Brum Silveira, presidente da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular.

A cerimónia de homenagem, moderada pelos médicos João Brum Silveira (presidente da APIC) e João Morais (presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia) contará igualmente com a presença de médicos internacionais pioneiros na implementação e desenvolvimento da técnica de angioplastia (um procedimento médico que tem com o objetivo melhorar o fluxo sanguíneo nas artérias e veias do corpo humano).

Ricardo Seabra Gomes é um reconhecido cardiologista de intervenção português. Foi Coordenador Nacional para as Doenças Cardiovasculares (2005-2008) e foi Diretor do Departamento de Cardiologia do Hospital Santa Cruz (1984-2005). Entre 1973 e 1978, foi investigador no National Heart Hospital e Cardiothoracic Institute, em Londres. Foi presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia entre 2001 e 2003. É autor ou co-autor de mais de 500 artigos científicos e tem quase 1.200 resumos publicados.

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), uma entidade sem fins lucrativos, tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de atividades científicas no âmbito dos aspetos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular. Para mais informações consulte: www.apic.pt

 

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não