Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Santana Lopes defende apoios e cumpre promessa
Imagem da Noticia

Santana Lopes defende apoios e cumpre promessa

no dia 08 de Outubro de 2004
O primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, defendeu a necessidade de aumentar os apoios aos atletas paralímpicos, assegurando que "Portugal quer ser um exemplo nessa matéria". Na recepção à comitiva portuguesa que participou nos Jogos Olímpicos de Atenas2004, Santana Lopes referiu que houve um salto positivo de 2000 para 2004, mas defendeu a necessidade de uma "aproximação gradual e progressiva dos apoios entre atletas olímpicos e paralímpicos". "é preciso encontrar soluções para garantir que os próximos Jogos sejam mais um sucesso para Portugal", disse o Primeiro-Ministro, que se colocou ao "dispor" da Federação Portugal de Desporto para Deficientes (FPDD) para discutir o assunto. Um mês depois de ter recebido a missão paralímpica, antes dos Jogos da Atenas, numa cerimónia marcada pelas dificuldades de acesso dos atletas em cadeiras de rodas à residência oficial de São Bento, Santana Lopes mostrou obra feita. Hoje, os atletas deslocaram-se facilmente à residência oficial, graças a uma rampa de acesso colocada no jardim. "Não queiram saber o trabalho que deu", disse o primeiro- ministro, considerando que "as dificuldades sentidas em São Bento mostram a que a eliminação de barreiras é uma tarefa imensa e, por vezes, complicada". "O país tem uma tarefa enorme, há sete anos que temos uma legislação que não é cumprida", disse o chefe do governo, assegurando que a eliminação de barreiras "é uma prioridade do governo que vai ter tradução financeira já no próximo orçamento de Estado". Acompanhado pelo ministro-adjunto, Henrique Chaves, e pelo secretário de Estado do Desporto, Hermínio Louriero, o primeiro- ministro agradeceu "em nome de Portugal" aos atletas paralímpicos e pediu-lhes que "continuem". "Os índices de competitividade encheram-nos de orgulho, a capacidade de realizar esforço e sacrifício foi plenamente preenchida e o número de medalhas conquistadas (12) foi bom", referiu. O presidente da FPDD, António Neves, fez questão de "agradecer as acessibilidades" disponibilizadas em São Bento e pediu a Santana Lopes que aceite as "medalhas como uma forma de prestar um serviço a Portugal". A cerimónia contou com a presença da maioria dos atletas e guias que estiveram em Atenas, dos embaixadores do movimento paralímpico Rosa Mota e Costa e Oliveira, e ainda de Cristina Louro, secretária nacional para a Reabilitação e Integração da Pessoa com Deficiência. Em Atenas, a delegação portuguesa integrou 41 atletas, que competiram nas modalidades de boccia, natação, atletismo, hipismo e ciclismo, onde arrecadaram um total de 12 medalhas - duas de ouro, cinco de prata e cinco de bronze. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não