Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Psoríase, doença de pele
Imagem da Noticia

Psoríase, doença de pele

no dia 29 de Outubro de 2004
Sexta-feira, 29 de Outubro. Assinala-se hoje o Dia Mundial da Psoríase. Uma doença de pele que afecta cerca de 250 mil pessoas em Portugal. André Antunes Jornalista A psoríase surge quando o sistema imunitário acelera o crescimento das células da pele, que são simultaneamente rejeitadas. O resultado é uma pele com um aspecto escamado e com crostas. Apesar da psoríase não ser contagiosa, muitos doentes queixam-se de discriminação por falta de conhecimento, como explicou à SIC João Cunha, doente de psoríase. "O que nós notamos hoje é que a sociedade não tem conhecimento suficiente sobre a doença. As pessoas não sabem o que é esta doença, normalmente pensam que é transmissível, pelo aspecto que tem, e acabam por mostrar alguma relutância em manter contacto connosco", lamentou. A psoríase uma doença não mortal, mas que muitas vezes pode trazer consequências sociais graves. João Cunha chamou a atenção para a componente social da doença: "existem estudos em que são conhecidos casos de suicídios, o que mostra a componente social da doença. Mas directamente não mata. A doença tem vários níveis, existem pessoas que têm psoríase de forma moderada, mas que pode vir a evoluir, e existem outras pessoas em que a doença se manifesta de uma forma grave. Normalmente, nestas pessoas a doença estende-se às articulações". Pela primeira vez em Portugal, um grupo de doentes pretende criar uma associação. Querem que o Estado reconheça a psoríase como uma doença crónica e que passe a comparticipar os medicamentos. "A maioria dos medicamentos e os produtos que temos de usar para minimizar os efeitos da doença no nosso dia-a-dia são bastante caros. Um champ, uma pomada para não caírem as unhas, por exemplo, não são comparticipados e têm um valor significativo", queixou-se João Cunha. Em todo o mundo, há 80 milhões de pessoas afectadas pela psoríase. Fonte:SIC [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não