Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Câmara cria fórum para melhorar mobilidade
Imagem da Noticia

Câmara cria fórum para melhorar mobilidade

no dia 06 de Dezembro de 2004
O provedor dos cidadãos com deficiência da Câmara do Porto, João Cottim, anunciou sabado a criação de um fórum municipal para a mobilidade e qualidade de vida que funcionará como órgão de consulta e acompanhamento da provedoria. Em conferência de imprensa, assinalando o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, João Cottim salientou que aquele organismo não é nem será nunca um fórum de deficientes, mas antes um órgão que promoverá a interacção e a inserção e debaterá os temas da mobilidade e da qualidade de vida para os portuenses. O fórum, com mandato até Setembro de 2008, reunirá ordinariamente quatro vezes por ano, no mesmo local onde se realiza a assembleia municipal, e tem já a primeira sessão agendada para o período entre a última quinzena de Janeiro e a primeira semana de Fevereiro. João Cottim espera a participação de instituições e organismos de diversos sectores, nomeadamente associações de e para pessoas com deficiência, associações ambientais e de consumidores, organismos da administração central, empresas de serviço público e movimentos da sociedade civil. Ainda não fiz nenhum convite específico. A ideia é ouvir todos, afirmou Cottim. Num balanço aos dois anos de actividade da provedoria dos cidadãos com deficiência da Câmara do Porto, João Cottim admitiu que há ainda muito a fazer, mas destacou uma notória melhoria na sua mobilidade e qualidade. O provedor atribuiu essa melhoria à acção, empenhamento e interesse da actual vereação liderada por Rui Rio e, também, à adesão dos privados. Como exemplo, citou a rua de Cedofeita, onde, paralelamente ao projecto-piloto da autarquia para melhorar a mobilidade dos deficientes na via pública, os próprios comerciantes acederam a fazer obras nas respectivas lojas. Referiu ainda o Teatro Helena Sá e Costa, que reabriu em meados do ano depois de obras de adaptação para acesso de deficientes, e o esforço da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto e da Metro nesse sentido. Fonte:Diário de Noticias [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não