Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Viana:
Imagem da Noticia

Viana:

no dia 28 de Março de 2005
Um bebé de cinco meses residente em Vila Nova de Anha, Viana do Castelo, precisa de um transplante da medula óssea devido a um problema que os especialistas consideram ser "muito pouco comum" naquela idade. Segundo Helena Alves, directora do Centro de Histocompatibilidade do Norte, "são muito raros os casos de mau funcionamento da medula concentrados nos primeiros seis meses", já que, regra geral, esta é uma doença que só vai aparecendo com o passar dos anos. O Tiago nasceu a 8 de Outubro de 2004 e, como contou à Agência Lusa o tio, Carlos Barros, passados dois ou três meses, "começou a vomitar tudo o que ingeria", tendo sido encaminhado para o Hospital Pediátrico D. Maria Pia, no Porto, onde, depois da realização de vários exames, lhe foi diagnosticada uma anomalia na medula, que impede a normal produção de glóbulos brancos. "Os médicos disseram logo que só um transplante poderá resolver o problema", referiu Carlos Barros, sublinhando que a dificuldade, agora, é encontrar um doador compatível. No dia 7 de Abril, o Tiago vai ser submetido em Paris, França, a uma primeira operação, sendo os doadores os próprios pais, que são apenas 50 por cento compatíveis, o que faz temer que o transplante não surta efeito e seja rejeitado. "Pode ser tentado o transplante da mistura da medula do pai e da mãe, mas, mesmo assim, nada garante que não haja rejeição, quer seja do enxerto em relação ao hospedeiro, quer seja do hospedeiro contra o enxerto", explicou Helena Alves, sublinhando que está a falar na generalidade e não deste caso concreto. Entretanto, e para a eventualidade de esta primeira tentativa fracassar, está já a decorrer na região uma campanha de recolha de possíveis doadores de medula óssea para o Tiago, prevendo-se para breve a deslocação a Viana do Castelo de uma equipa do Centro de Histocompatibilidade do Norte para a realização das análises ao sangue. "Quantas mais pessoas se disponibilizarem mais hipóteses há de se encontrar um doador compatível. Por isso, apelo à boa vontade de todos que possam ajudar, porque com um gesto que não custa nada podem salvar a vida do meu sobrinho", disse Carlos Barros. As estatísticas dizem que as possibilidades de se encontrar um dador compatível são de uma em 100 mil, mas Helena Alves sublinha que, muitas vezes, nem em 2,5 milhões de candidatos se consegue encontrar, sobretudo quando se registam "misturas genéticas" dos ascendentes. Acrescenta que as hipóteses são maiores quando os potenciais doadores são da mesma região do paciente, onde podem ser encontrados laços de consanguinidade. A medula é um tecido esponjoso que preenche a parte central dos ossos e que é, essencialmente, o órgão produtor das células sanguíneas, entre as quais as brancas, cuja função é proteger o organismo contra infecções, atacando e destruindo os germes. "Se o organismo não tiver células brancas a funcionar, uma simples constipação ou outra qualquer infecção corriqueira pode ser fatal", explicou Helena Alves. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não