Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Região Norte:
Imagem da Noticia

Região Norte:

no dia 04 de Abril de 2005
A região Norte está integralmente coberta pelo 112, a partir de hoje, com a inclusão dos concelhos de Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Trofa, Santo Tirso e Famalicão, informou fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica. Miguel Oliveira, coordenador do Centro de Orientação de Doentes Urgentes do Norte (CODU Norte) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), disse à Agência Lusa que o serviço abrange a partir das 08:00 de hoje cinco novos concelhos correspondentes ao indicativo telefónico 252. Assim, as chamadas referentes a situações de emergência médica da Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Trofa, Vila do Conde e Famalicão, são transferidas, a partir de hoje, para o CODU/Norte pelas centrais 112 (que funcionam na GNR e na PSP). Miguel Oliveira referiu que este alargamento envolve mais 375 mil pessoas, o que corresponde a cerca de 10 por cento da população da região Norte, que tem cerca de 3,7 milhões de habitantes. "Isto obrigou a um reforço correspondente da estrutura de atendimento e, de facto, desde as 08:00 de hoje até meio da tarde já verificámos um aumento de 10 por cento nas chamadas atendidas, precisamente correspondente ao aumento da população coberta", afirmou o responsável. Após este alargamento, os CODU abrangem já 91 por cento da população residente em território continental, acercando-se do objectivo do INEM de cobrir toda a população do país. Uma fonte do INEM referiu que falta apenas cobrir os distritos de évora (menos o concelho de Vendas Novas, que pertence a um indicativo telefónico já abrangido), Beja, Portalegre e o norte do distrito de Viseu. A mesma fonte adiantou que estas regiões deverão ser abrangidas pelos CODU até ao final do ano, antecipando assim em três anos o prazo inicialmente previsto. Os CODU são as centrais de emergência médica responsáveis pela medicalização do número europeu de socorro "112". Na prática, todos os pedidos de socorro efectuados pelo 112 referentes a situações de urgência ou emergência na área da saúde são transferidos para os CODU, cujo funcionamento é assegurado, 24 horas por dia, por uma equipa de médicos e operadores com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento, selecção e envio de meios. Compete aos CODU avaliar os pedidos de socorro recebidos e determinar os recursos necessários e adequados a cada caso. Estas estruturas coordenam e gerem um conjunto de meios de socorro (ambulâncias, viaturas médicas e helicópteros) seleccionados com base na situação clínica das vítimas, com o objectivo de prestar o socorro mais adequado no mais curto espaço de tempo. Asseguram ainda o acompanhamento das equipas de socorro no terreno de acordo com as informações clínicas recebidas, competindo- lhes seleccionar e preparar a recepção hospitalar dos doentes, com base em critérios clínicos, geográficos e de recursos da unidade de saúde de destino. O INEM é o organismo do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, de um Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correcta prestação de cuidados de saúde. Este instituto dispõe de múltiplos meios para responder a situações de emergência médica através do 112 número europeu de socorro. A prestação de socorros no local da ocorrência, o transporte assistido das vítimas para o hospital adequado e a articulação entre os vários intervenientes do sistema, são as suas principais tarefas. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não