Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Todo o álcool é prejudicial
Imagem da Noticia

Todo o álcool é prejudicial

no dia 26 de Abril de 2005
As grávidas devem abster-se totalmente de consumir bebidas alcoólicas durante a gravidez, sob pena de causarem lesões duradouras e irreparáveis ao bébé, alerta um relatório publicado pelas autoridades sanitárias da Noruega. Mesmo em quantidades limitadas, o álcool aumenta o risco de malformações à nascença, perturbações da visão, problemas de crescimento, lesões cerebrais, pertubações comportamentais ou ainda problemas cognitivos, sublinha o relatório, que se baseia em vários estudos. "Esses problemas persistirão durante toda a existência" do novo ser, advertiu Jens Guslund, alto responsável da Direcção de Saúde norueguesa. Estas conclusões deitam por terra a ideia até agora aceite na Noruega de que meio copo de vinho por dia durante os primeiros três meses de gravidez e um copo diário nos meses seguintes não representavam perigo para o bébé. Segundo a presidente do grupo de peritos criado no ano passado, Ann Mari Brubakk, um copo de vinho por dia provoca uma interrupção momentânea da respiração do feto, o que aumenta os riscos de parto prematuro ou de perturbações psico-motoras. Um consumo maior implica riscos de malformações, incluindo fraqueza cardíaca, afirmou a mesma especialista citada pela imprensa. De acordo com estimativas internacionais, quase duas crianças em cada mil nascem com graves problemas de saúde imputáveis a uma elevada absorção de álcool pela mãe. Além de campanhas de informação, o relatório norueguês recomenda um acompanhamento intensivo das grávidas com inclinação para altos consumos de álcool e chega mesmo a preconizar a retenção em centros especializados das que não conseguem dominar o seu problema alcoólico. Fonte:Correio dos Açores [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não