Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Lisboa:
Imagem da Noticia

Lisboa:

no dia 12 de Abril de 2006
A estação de metro de Carnide conta, a partir de hoje, com um sistema de orientação para deficientes visuais, uma experiência que durará um mês e que se resultar será alargada a toda a rede do Metropolitano de Lisboa. O anúncio foi feito aos jornalistas pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, que elogiou o projecto, mas admitiu que "muito falta ainda fazer" para promover a "inclusão" dos deficientes no sistema de acessibilidades, uma tarefa que não pode ser feita "sem a colaboração da sociedade civil" . "Não se trata apenas da integração de pessoas com deficiência, mas de todos nós porque é a sociedade que está em causa", frisou, acrescentando que tamb ém as crianças e os idosos "não têm intervenção facilitada nos transportes". Segundo Ana Paula Vitorino, este projecto, realizado em articulação com o Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração de Pessoas com deficiê ncia (SNRIPD) e a Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO), dá contin uidade ao Plano Nacional de Promoção da Acessibilidade que traça metas para facilitar a deslocação a pessoas com deficiência. Entre outras medidas que estão a ser realizadas no âmbito deste plano citou a instalação de elevadores nas instalações, no átrio e nos cais das estaçõe s da CP e da REFER e de máquinas automáticas de venda de bilhetes para aquisição de títulos magnéticos por pessoas com deficiência, assim como instalação de sistemas sonoros de informação. O sistema instalado hoje na estação de Metro em Carnide consiste em testar soluções práticas de sinalização por pavimentos tácteis num sistema de encam inhamento que inclui a instalação de linhas de cautela, linhas guia para orientação e linhas de segurança ou aviso da borda de cais. Este sistema, utilizado em Inglaterra desde 1995, vai ser acompanhado p ela ACAPO, que ao fim de 30 dias apresentará um relatório à secretária de Estado dos Transportes e à secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação que decidirã o sobre o eventual alargamento do sistema a outras estações do Metro. Segundo Ana Paula Vitorino, se este sistema provar ser eficaz será inst alado nas estações novas do Metropolitano, enquanto nas restantes será implantado à medida que estas sofram obras de adaptação. Corrimãos tácteis com visualização em Braille para cegos e em alto contraste para portadores de visão deficiente e corredores em termoplástico auto-reflector integram o sistema que a partir de hoje começou a ser testado em Carnide. Para o presidente da ACAPO, José Esteves Correia, trata-se de "um grand e passo" para garantir que os deficientes visuais circulem em "segurança e confiança no Metro". "é urgente alargar este sistema a todas as estações do Metro e a outros sistemas de acessibilidades, já que os deficientes visuais continuam a deparar-se com inúmeros obstáculos no quotidiano", concluiu. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não