Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Inclusão
Imagem da Noticia

Inclusão

no dia 24 de Abril de 2007
O Governo Civil de Setúbal entregou hoje, no Barreiro, os prémios relativos à iniciativa "Escola em Alerta" no Distrito, em que o tema a concurso se centrava nas barreiras arquitectónicas. "A Escola em Alerta mostra os problemas da inclusão no ano europeu da igualdade de oportunidades. Vamos continuar a trabalhar com o desejo de aumentar o número de envolvidos", disse a governadora civil, Teresa Almeida. Perante um Auditório Municipal cheio de jovens, foi anunciado que o Distrito de Setúbal tinha sido o que mais trabalhos apresentou a concurso, num projecto que teve o seu início em 2003. "Esta iniciativa pretende incluir os que estão excluídos por deficiências, marginalização ou carências sociais. é importante ter a participação dos jovens na busca de soluções e nós vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para os incentivar", disse o presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto. Com a participação de nove concelhos do Distrito de Setúbal, foram realizados 24 trabalhos, o que garantiu que um vasto número de jovens se preocupasse com as questões das acessibilidades. "Pretendemos uma escola mais acessível a todos, olhando para quem é diferente. Se trabalharmos em conjunto, de certeza que vamos ter uma escola melhor", referiu a vereadora da educação da Câmara do Seixal. Depois da entrega de diplomas a todos os participantes e das menções de honra, foram anunciados os vencedores que vão representar o distrito a nível nacional. A escola Secundaria Augusto Cabrita, no Barreiro, e a escola 1 ciclo Quinta de São João do Seixal, receberam o prémio, um cheque de 600 euros e a presença em Matosinhos na grande final. Os jovens do ensino secundário da escola Augusto Cabrita alargaram o projecto ao exterior da escola e percorreram vários locais do Barreiro onde conseguiram assinar compromissos com instituições para resolver os problemas existentes, como falta de rampas ou degraus elevados, pois o seu projecto identificava as lacunas e apontava possíveis soluções. "Temos dois colegas na escola deficientes e escolhemos este tema mesmo antes de sabermos do concurso. Estamos orgulhosos do nosso trabalho e de conseguirmos resolver alguns problemas no Barreiro", explicou o grupo composto por seis jovens. Ao longo do ano, foram realizadas diversas actividades de angariação de dinheiro, a que se junta agora o prémio final, com o objectivo de montar uma cadeira eléctrica que possa levar os alunos com problemas à biblioteca e salas de audiovisuais que se encontram no primeiro andar da escola. "Ainda não temos todo o dinheiro mas, até ao final do ano, vamos continuar a tentar", garantiram. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não