Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Vacina contra papilomavírus...
Imagem da Noticia

Vacina contra papilomavírus...

no dia 12 de Julho de 2007
As autoridades francesas anunciaram hoje o financiamento da vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV), que provoca o cancro do colo do útero, para mulheres entre os 14 e os 23 anos de idade. O financiamento foi decidido cerca de três meses depois do Alto Conselho para a Saúde Pública (CSHPF) francês ter recomendado a vacinação contra os quatro tipos do HPV, a fim de prevenir lesões cervicais cancerosas e pré-cancerosas, bem como de condilomas genitais. O CSHPF recomendou a vacinação universal das jovens de 14 anos e a possibilidade de vacinação das adolescentes e jovens dos 15 aos 23 anos antes de iniciarem a vida sexual ou no ano seguinte, reforçando ainda a necessidade da continuação dos programas de rastreio. Segundo Joseph Monsonégo, médico ginecologista do Instituto Alfred Fournier (Paris), "a decisão de financiar reflecte o elevado interesse público na prevenção, não só do cancro do colo do útero, mas também de outras doenças genitais". Até ao momento, nove países europeus (áustria, Alemanha, Itália, França, Noruega, Luxemburgo, Bélgica, Suíça e Reino Unido) recomendaram a vacinação universal de raparigas pré-adolescentes, muitas vezes associada a programas de repescagem para adolescentes e mulheres jovens. Na Alemanha, a vacinação contra o Papilomavírus Humano é comparticipada na totalidade, desde Dezembro de 2006, por fundos de seguros de saúde, que em conjunto cobrem mais de 70 por cento da população, enquanto na Suécia foi aprovada a comparticipação através de um esquema de benefícios que eram apenas aplicados a medicamentos. Em Itália, uma região já arrancou com o programa de vacinação financiado publicamente. Nos Estados Unidos, Canadá e Austrália foram decididas recomendações e financiamentos semelhantes aos europeus. A única vacina contra o Papilomavírus Humano dirigida aos quatro tipos de vírus tem o nome comercial Gardasil e está aprovada em 76 países, entre os quais Portugal. Em Abril, o Partido Socialista português rejeitou recomendar ao Governo a inclusão da vacina contra o cancro do colo do útero no Programa Nacional de Vacinação (PNV), proposta pelo partido Os Verdes, argumentando que "falta ainda muita informação científica". O cancro do colo do útero mata uma mulher a cada dois minutos - uma por dia em Portugal - e destrói a vida sexual, familiar e social das sobreviventes deste carcinoma. Portugal tem a mais alta incidência da Europa deste cancro, cuja principal causa é o vírus HPV, registando 900 novos casos por ano e mais de 300 casos mortais. Fonte:Lusa [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não