Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Dia Nacional do Doente com Artrite Reumatóide
Imagem da Noticia

Dia Nacional do Doente com Artrite Reumatóide

no dia 04 de Abril de 2008
Na véspera do Dia Nacional do Doente com Artrite Reumatóide, e durante o Congresso Nacional de Reumatologia, que decorre em Vilamoura, é apresentado pela Bristol-Myers Squibb, o Abatacept, substância activa de um novo medicamento biológico para a artrite reumatóide O Chairman do Congresso é o Prof. José Eurico Cabral da Fonseca, reumatologista no Hospital de Santa Maria. Actualmente cerca de 4,5 milhões de europeus podem ser afectados pela Artrite Reumatóide, pelo que surge agora um novo principio activo, recentemente aprovado pelo EMEA, o Abatacept, nome da substancia activa do novo medicamento, é indicado no tratamento da artrite activa, moderada a grave. Este é um fármaco inovador na medida em que é o primeiro e único modulador selectivo da co-estimulação da activação dos linfócitos. Abatacept representa a próxima geração de produtos biológicos oferecendo aos médicos uma nova forma de tratar os doentes com artrite reumatóide. Em Portugal estima-se que existam cerca de 40 mil doentes com Artrite Reumatóide, com uma prevalência de 0,4% ou seja, cerca de 1000 a 1300 destes 40.000 estão em terapêutica biológica. Esta é uma doença que surge essencialmente entre os 35 e os 60 anos. A Artrite Reumatóide é também responsável por 70% das reformas antecipadas. As doenças auto-imunes como a Artrite Reumatóide caracterizam-se por uma situação de hiperactividade do sistema imunitário que actua contra si próprio em vez de atacar os micróbios invasores. Este sistema imunitário ataca as causas da inflamação, dor, rigidez e tumefacção articulares podendo provocar a destruição da cartilagem, perda óssea e fraqueza articular. Os custos associados a um controlo inadequado da artrite reumatóide incluem perda de produtividade e de rendimento dos doentes e prestadores de cuidados e representam uma vantagem em especial para a população de doentes activa. O Especialista Português José Canas da Silva, Director do Serviço de Reumatologia do Hospital Garcia de Orta, afirma que actualmente o tratamento da Artrite Reumatóide passa por uma grande evolução, podendo os doentes com Artrite esperar um cada vez maior controlo da sua doença e uma melhoria na sua qualidade de vida graças à integração de novos fármacos nos seus programas terapêuticos. Com o Abatacept a vida dos doentes torna-se mais activa fazendo parte integrante melhorar todos os resultados clínicos, incluindo o bem estar dos doentes. O perfil de eficácia e segurança do abatacept foi estudado através de um programa de ensaios clínicos que incluiu mais de 2600 doentes. O abatacept demonstrou também proporcionar uma significativa melhoria dos sintomas dos doentes com artrite reumatóide. Fonte:Pharmaedia [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não