Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação:Motor de busca | Saltar para o conteúdo

Portal do Cidadão com Deficiência

Associação Portuguesa de Deficientes Delegação S.Miguel

Navegação

Em conformidade com a Acessibilidade Web:

Símbolo de
Acessibilidade à Web Acessibilidade Certificada Validação W3C WAI-AAA Validação W3C CSS Validação W3C XHTML

Notícia + - Imprimir

Inicio » Notícias » Sistema LATITUDE chega a Portugal
Imagem da Noticia

Sistema LATITUDE chega a Portugal

no dia 09 de Dezembro de 2010
Já está disponível no mercado português o sistema LATITUDE, um método de monitorização à distância que permite aos médicos (electrofisiologistas ou cardiologistas) uma avaliação remota tanto do funcionamento de aparelhos cardíacos implantados como do estado clínico do doente. Para os doentes resulta numa garantia de maior tranquilidade e segurança por saber que o seu dispositivo e o seu estado de saúde cardiaco está a ser monitorizado regularmente. O sistema é composto por uma unidade domiciliar de fácil utilização (o comunicador), que utiliza uma tecnologia sem fios para recolher os dados transmitidos pelo aparelho e de sensores externos: balança para avaliar o peso corporal e monitor de pressão, para avaliar a pressão arterial. Estes dados são colhidos pelo comunicador diariamente (ou em intervalos programados de acordo com o tipo de dados) e transmitidos telefonicamente para um servidor seguro que grava a informação e disponibiliza-a continuamente aos médicos (electrofisiologistas ou cardiologistas). Os especialistas, em especial os cardiologistas, são unânimes relativamente às vantagens do sistema LATITUDE. João Primo considera que este novo método de monitorização vem trazer inúmeras melhorias na forma de tratar a insuficiência cardíaca. Já Carlos Morais afirma que o sistema LATITUDE permite ao médico assistente avaliar o estado do doente à distância e intervir mais rapidamente se necessário, o que, no caso de doentes com insuficiência cardíaca pode fazer toda a diferença. Nogueira da Silva realça ainda que o sistema permite também que o doente se sinta mais tranquilo, pois sabe que o seu estado de saúde está a ser permanentemente acompanhado, o que se revela especialmente importante para os doentes que vivem afastados dos centros urbanos e têm dificuldade em deslocar-se para fazer os exames frequentes que a patologia exige. A insuficiência cardíaca é uma doença grave em que a quantidade de sangue que o coração bombeia por minuto é insuficiente para satisfazer as necessidades de oxigénio e de nutrientes do organismo. Calcula-se que 20 por cento das pessoas, quer homens, quer mulheres, estão em risco de desenvolver insuficiência cardíaca ao longo da vida. O aumento constante da prevalência da patologia é, na verdade, uma consequência do tratamento das doenças cardiovasculares agudas e do aumento da esperança média de vida. Na Europa morrem por ano, devido à patologia, perto de 300 mil pessoas. Fonte:GuessWhat? [Fim de Notícia]

EM DESTAQUE

PRÓXIMOS EVENTOS

Mais Eventos

INQUÉRITO

Março é o mês da Saúde dos Pés. Já consultou um Podologista?

  • Sim
  • Não